Graus de perda auditiva

As características da perda auditiva dependem do tipo e da gravidade do problema que a causou. A perda pode ser: leve, moderada, severa ou profunda.

No grau de perda leve as pessoas geralmente não percebem que ouvem menos. Tendem a aumentar progressivamente a intensidade da voz e o som da televisão. Não são capazes de ouvir os sons mais baixos como alguns sons da fala ou passarinhos cantando e sentem dificuldade para ouvir em ambiente ruidos

No caso da perda moderada o paciente sente dificuldade de ouvir ao telefone, bebê chorando e faz troca nos sons da fala. É a fase em que passa a perguntar frequentemente "Hein?!"

Se a perda já é severa, a dificuldade aumenta bastante praticamante impossibilitando a comunicação. As palavras se tornam “abafadas” e mais difíceis de entender, neste caso fica difícil ouvir até uma campainha ou o telefone tocar.

A perda auditiva profunda, por sua vez, impede que a pessoa escute a maioria dos sons, percebendo apenas sons graves que transmitem vibração como um avião, trovãoSe ou britadeira.

Se a surdez moderada, severa ou profunda for de nascimento ou adquirida no período pré-linguístico, isto é, antes da criança aprender a falar, haverá prejuízo na aquisição da linguagem oral sendo necessária a ampliação sonora. Contudo, o importante é iniciar o tratamento o quanto antes.




APARELHOS AUDITIVOS